Karina Bacchi, Enrico e Amaury
Karina Bacchi, Enrico e Amaury (Foto: Leo Franco/AgNews)
  • Entrevista: Leandro Lel Lima
  • Texto: Karla Sthéfany

A apresentadora Karina Bacchi esteve na festa junina da Ong Florescer, neste sábado (29), que já existe há 29 anos e é organizada pela mãe da famosa. Ela falou sobre sua relação com o filho Enrico Bacchi e até se emocionou ao lembrar do dia que o garotinho chamou Amaury de pai, pela primeira vez.

“Sou muito coruja, mas procuro motivar mais do que passar medo, passar coragem. Estou ali para proteger, mas incentivo ele a brincar com outras crianças. Sou grudada, mas não sou possessiva”, explicou, falando ainda como o garotinho transformou a vida dela. “Ele transformou tudo, 100%, ele é minha motivação diária. Minha missão de vida é criar um ser humano de caráter e que tenha orgulho da mãe e da própria família”, falou.

Karina também relembrou do maior susto que teve com o herdeiro. “Foi um dia que ele caiu numa piscina sem boia. Eu estava do lado, e foi um segundinho que eu tava brincando, daí o brinquedo caiu na piscina, e ele caiu, e eu já pulei também. Eu tava de pijama e pantufa”, relembrou, aos risos. “Ele não se desesperou, porque faz natação, mas eu fiquei louca”.


A loira ainda garantiu que procura passar bastante tempo com o filho, e que até troca as fraldas, junto com o marido Amaury Nunes. Com os olhos marejados, ela relembrou do dia que Enrico chamou Amaury de pai, pela primeira vez. “Me emocionei demais quando ele falou mamãe, mas quando ele falou papai a emoção foi em dobro. Era um sonho pra mim, sempre quis ter uma família completa. Acho que o Enrico merece ter o Amaury como super pai”, disse.

Karina ainda contou um pouco do seu novo reality ‘Melhor pra elas’, que vai estrear na TV, em julho. A atração comandada pela loira vai contar a história de quatro mulheres que já passaram por várias dificuldades de relacionamento. A música tema do programa pertence a cantora Ludmila. Sobre o programa empoderado, Karina refletiu: “Sou tão mais feliz por ter tido a coragem de realizar meu sonho [ser mãe sozinha]”.