Aaron Carter (Foto: Reprodução/Instagram)

Irmão mais novo de Nick Carter, do grupo Backstreet Boys, fez uma revelação polêmica. Aaron Carter afirmou ter sido abusado sexualmente por sua irmã, Leslie Carter, dos 10 aos 13 anos. Leslie faleceu em 2012 e era um ano e seis meses mais velha que o cantor.

“Isso destrói a família. Nunca quis dizer isso a ninguém, mas preciso. Minha irmã Leslie era bipolar e tomava lítio para tratar. Ela nunca gostou da forma como isso a fazia se sentir e quando ela estava fora de si fazia coisas que não queria, eu realmente acredito nisso. Eu tinha dez anos”, começou Aaron.

“Gastei os últimos 15 anos da minha vida indo para terapia para tratar de abuso e estupro, passei por diferentes tratamentos, e finalmente encontrei o tratamento correto. Tive meus altos e baixos, continuo cuidando da minha saúde mental e em breve não vou precisar mais tomar nada”, acrescentou.


Além de acusar a irmã de estupro, o cantor acusou também dois dos seus dançarinos. “Minha irmã me estuprou dos 10 aos 13 anos de idade, quando ela não usava seus medicamentos, e eu fui abusado sexualmente não apenas por ela, mas pelos meus dois primeiros dançarinos de backup quando eu tinha 8 anos. E meu irmão abusou de mim a vida toda”, disse.

As acusações não pararam por aí, para encerrar o assunto, Aaron insinuou que Nick também teria cometido abuso sexual. “Agora é a vez do Nick dizer a verdade sobre o que ele fez com uma das garotas da minha família. Já que a verdade está toda aí, espero que as vítimas de abuso e estupro encontrem paz e justiça”, encerrou. Vale destacar que, Aaron tem uma ordem judicial de ficar longe de Nick Carter, pois segundo o integrante do Backstreet Boys, Aaron teria ameaçado matar a esposa grávida dele, Lauren Kitt, que espera uma menina.