Nadja Pessoa
Nadja Pessoa (Reprodução/ Record TV)

A ex-peoa de A Fazenda 10 e Power Couple, Nadja Pessoa, tornou-se assunto nas redes sociais mais uma vez. Desta, a causa é nobre e merece todos os holofotes. Recentemente, Nadja citou uma agressão que sofreu quando era ainda uma menina, exatamente aos 16 anos. E uma foto na qual aparece com os olhos roxos após ter sido espancada, tornou-se pública através da atriz Antonia Fontenelle.

Em entrevista ao Observatório dos Famosos, a personalidade da mídia explica detalhadamente tudo o que aconteceu em seu passado e comenta a respeito de seu atual relacionamento. Confira:

Leia também: Nadja Pessoa e D’Black esclarecem boatos de separação


Nadja, como essa foto tornou-se conhecida pelo público?

“Dentro da Fazenda passei por uma tremenda pressão psicológica e sofri muitas agressões verbais. Numa conversa com o Rafael Ilha ainda no programa, eu comentei que já havia sofrido agressões físicas quando era jovem. Depois dessa conversa, o meu marido Vinícius D’Black se espantou e começou a vasculhar informações. Depois do reality e toda a repercussão com o meu nome, Antonia Fontenelle me convidou para uma entrevista e tocou nesse assunto. Ela se interessou pela causa e nós resolvemos publicar para encorajar todas as mulheres que sofrem ou já sofreram como eu. Não é preciso ter vergonha. A minha intenção é a de encorajar as mulheres”.

Agressão

Você se sente confortável o bastante para falar sobre a agressão que sofreu? O que e como aconteceu?

“Eu me sinto confortável, sim, para falar sobre isso. Eu já me curei e consigo viver sem esse trauma. Eu já nem me lembrava mais disso. Mas quando eu olho para a foto eu me sinto mal. O que mais me incomoda e chateia é o fato de existirem comentários maldosos, inclusive de mulheres, sobre o assunto. ‘Bem feito’, algumas comentaram nas redes sociais. Isso me magoa muito! Eu namorava ha 5 anos e nós passamos a discutir muito. Ele partiu para cima de mim e aconteceu um desastre.

No momento eu não consegui enxergar, mas o meu rosto ficou muito inchado. Ele, na época, quando se deu conta, ficou muito assustado. Nós fomos ao hospital juntos, e no caminho ele me falava: ‘Você não pode falar que fui eu. Você tem que falar que caiu no banheiro e bateu o rosto’. No hospital, por medo, eu menti até mesmo para o médico que me atendeu. É algo muito difícil. Eu mentia para todos ao meu redor, amigos e família, porque não conseguia comentar sobre”.

Por quanto tempo você viveu este relacionamento abusivo? Quando você resolveu largar este ciclo vicioso que se mescla entre amor e ódio?

“Eu vivi 5 anos com ele, e o relacionamento se tornou abusivo com o tempo. Essa agressão ocorreu com mais de 4 anos de casados. Depois que isso aconteceu, eu não conseguia mais olhar no rosto dele. Ele parecia um estranho, mas eu o amava. Só o amor próprio é que cura, com o tempo”.

Justiça

Algo aconteceu ao seu ex marido? A justiça o puniu?

“Ex-namorado na verdade. Nada aconteceu com ele porque eu era imatura, não consegui agir. Eu acreditava na mudança dele. Me faltaram conhecimentos. Inclusive, dois anos após o nosso término, ele namorou com uma amiga que foi agredida também”.

Você se tornou uma personalidade da mídia devido às suas participações em reality shows. Nestes, você demonstrou ser alguém de personalidade forte, que tem dificuldade de lidar com críticas. Você acredita que isso se dá devido às agressões físicas que sofreu?

“Eu tenho personalidade forte, sim. Se a crítica for do bem, se ela for construtiva, tudo bem. Podemos brigar e depois nos perdoar. Mas no reality show, 15 participantes se viraram contra mim. Eles foram muito cruéis comigo. Usaram palavras cruéis e pesadas demais! Eu ouvi comentários, como: ‘Eu quero socar a cara dela até quebrar os dentes’, de homens enormes e fortes. Bem musculosos (…) E eu só fui saber disso depois que saí e assisti aos vídeos. Coisas piores. ‘Queria jogar ela cerca abaixo…’. Tudo isso me encorajou a mostrar essa foto, pois milhares de meninas são espancadas por pais, homens, maridos ou namorados. Elas são abusadas e espancadas! Eu estou muito orgulhosa de mim mesma por esta atitude. Eu sinto que estou ajudando várias ao meu redor”.

Nadja Pessoa sobre seu casamento com D’ Black

Você demorou para depositar confiança em outro homem? Como é hoje, o seu casamento com o Vinicius?

“Sim, eu demorei para sentir confiança, mas isso é normal. Recentemente, eu recebi uma mensagem no Instagram de uma moça que me disse ter sido espancada dos 16 aos 23 anos e hoje nem consegue se relacionar com outro homem. Eu sentia insegurança, mas eu era bem resolvida quanto à minha vida amorosa, então logo engatei outro relacionamento. O Vinicius é maravilhoso! Nosso casamento é muito bom. Claro que todos os casamentos têm altos e baixos, e a cada ano que passa, a intimidade cobra mais. Nós estamos muito bem e seguimos em paz”.

O que você gostaria de dizer aos seus fãs e as pessoas que lhe seguem, ou as que simplesmente irão ler essa matéria? Você as encoraja a procurar ajuda da família e amigos?

“Eu digo o seguinte: Procurem ajuda se algo parecido está acontecendo. Muitas vezes, até os familiares podem não entender. Procure a pessoa certa, aquele que irá lhe entender e colaborar contigo. O que não pode acontecer é imaginar que o próximo vai mudar, porque ninguém muda para agradar o próximo. As pessoas mudam por si mesmas, para serem alguém melhor. Se essa mudança não for visível, fuja! Não importa se tem 10 filhos, o amor passa e você irá superar! Saia com muita cautela do relacionamento, pois existem homens que correm atrás e matam! A lei Maria da Penha funciona e a lei funciona, sim! Fiquem perto de pessoas que te querem bem e se proteja. Esse é o meu conselho. coloquem a boca no mundo”.

*Entrevista feita pelo jornalista André Leite.