Reynaldo Gianecchini
Reynaldo Gianecchini (Foto: Thiago Duran/AgNews)
  • Entrevista: Leandro Lel Lima
  • Texto: Karla Sthefany Lima

Na tarde desta quinta-feira (18), o ator Reynaldo Gianecchini esteve em um evento para profissionais de arquitetura e decoração, no restaurante Sal Gastronomia, em São Paulo. Ramon Giraldi, fundador do Núcleo Casa, é quem convidou o ator para o almoço. Giane, que faz o Régis na novela ‘A Dona Do Pedaço‘, contou um pouco sobre o seu personagem e sobre a nova atualização do Instagram.

“Virou um mercado muito particular. Não me afetou em nada. Agora pra quem está visando uma questão comercial [quer ganhar dinheiro] ficou um pouco chateado. Eu uso mais para mostrar meu olhar sobre o mundo. Acho legal que não tenha um foco muito comercial. Pra mim não afetou nada, e fora que as pessoas estavam pirando, ficando deprimidas”, opinou.

Questionado sobre o que aprendeu com seu personagem, ele revelou: “Eu não sei se aprendi alguma coisa, provavelmente não aprendi nada”. “Mas eu acho muito legal que o Walcyr [Carrasco] coloca os personagens sempre sem serem maniqueístas, nem super bonzinho ou malzinho. Todo mundo tem um pouco de tudo. Ninguém na vida é um anjinho, nesse mundo que a gente vive”, falou ainda o famoso, que teve um incidente com o pneu do seu carro, nesta quinta-feira (18).


“Meu personagem, o que acho mais legal dele é que existe a possibilidade dele se redimir, no sentido de: ele começa dando golpes, querendo se dar bem, porque é o único jeito que ele vê de sobreviver, e o mais legal é que ele se deixa contagiar pela pessoa que é muito bom caráter, a Maria da Paz. Ele consegue abrir o coração. Ele se transformando, se reformulando como ser humano, acho isso lindo. Todos estamos aqui pra isso, pra aprender nessa terra, não tem ninguém que está tudo incrível, todo mundo dá suas deslizadinhas. Acho que meu personagem vai chegar nesse caminho”, falou ainda.

Sobre o Régis ter algo em comum com o ator, ele respondeu: “Ele é lerdo, gosta da vida, o foco dele é outro, mas a leveza é a mesma”, contou, dizendo ainda o que Reynaldo tem de Régis. “A gente tem um pouco de tudo, eu gosto muito de trabalhar, desde criança eu queria muito trabalhar, conseguir minhas coisas, ele é o oposto, nunca trabalhou, quis tudo sem trabalhar. Essa é a maior diferença [dos dois]”, revelou.

Por último, o ator revelou que muita gente já se aproximou dele apenas por interesse, assim como seu personagem. “De mim muita gente, não financeiro, mas de se dar bem, de estar em evidência. Eu vejo muito isso, já vi bastante pessoas usando da sedução pra conseguir as coisas. Conseguir status, uma vantagenzinha, principalmente o brasileiro”, falou. “Brasileiro aprendeu a usar sedução pra tudo, só que o personagem usa isso num grau bem elevado, quase extremo”, finalizou.