No ar como a Odete de Nada Será Como Antes, Cássia Kis afirmou ao jornal Extra que atuar na produção fez com que ela relembrasse o início da carreira.

“Chegava da rua tarde, depois de estudar, depois do teatro, e minha família achava que eu era prostituta. Minha mãe sentou comigo e disse: ‘Eu quero que você vá embora’”, revelou a famosa.

Apesar da triste lembrança, a estrela garantiu não ter mágoa. “Eu a amo. Ponto. Não vou fazer um drama. Com quase 60 anos, vou guardar rancor? Não sou doida. Nem preciso perdoar o que passou. A vida é assim”, analisou.


Diagnosticada com transtorno bipolar, a atriz contou que não precisa mais de medicamentos. “Eu preciso de uma religião. Sem ela, eu não entendo a vida. Eu tenho um mestre, o Lama Michel (budista tibetano), que me ensina muito. É um terapeuta budista, está bom para você? Também estou tão feliz que consegui me livrar dos remédios! Foi uma conquista pessoal. Eu estou muito bem. Mas daqui a um ano espero estar 100%”, concluiu Kis.