Principal narrador esportivo da Globo e ligado a duas das principais atrações da emissora no departamento de esportes, Galvão Bueno vem perdendo regalias no canal carioca. As informações são da jornalista Keila Jimenez.

De acordo com a colunista, Galvão tem transmitido quase todos os eventos internacionais de dentro do Brasil, por conta da redução no número de viagens antes proporcionado pela emissora. Em épocas de crise e devido ao fato de a Fórmula 1 não render mais tanta audiência, os gastos com a cobertura feita diretamente do exterior passaram a pesar. Com narrações feitas em estúdio no Brasil, agora apenas repórteres viajam para cobrir os prêmios de Fórmula 1 ao redor do mundo.

No futebol, também houve diminuição de verbas para viagens. Em 2015, Galvão esteve em Berlim, na Alemanha, para narrar o jogo entre Barcelona x Juventus, pela final da Liga dos Campeões da Europa. Já em 2016, o narrador não foi enviado para a final em Milão, na Itália. Neste ano, a final entre Real Madrid e Juventus também não contou com a presença de Galvão em Cardiff, no País de Gales.


Saiba quanto Galvão Bueno ganha na Globo

Ainda segundo Keila Jimenez, as viagens de Galvão Bueno para acompanhar a Seleção Brasileira também podem diminuir, já que a relação Globo e CBF anda “um tanto azedada” por conta de amistosos vendidos para a rede social Facebook.