Famosos simpatizantes que apoiam a causam (Foto: Reprodução/ Divulgação)

Junho é o mês em que celebra o Orgulho LGBTQIA+, e nesse domingo (23), acontece a 23ª Parada do Orgulho LGBTQIA+. Mesmo não estando dentro da sigla, muitos famosos apoiam a causa. Por isso, o Observatório dos famosos separou uma lista, com as celebridades que são simpatizantes do movimento.

Maisa

A apresentadora sempre levanta temas importantes em seu programa, mas desde sempre fala abertamente sobre seu apoio a causa. Recentemente ela falou sobre seu apoio à criminalização LGBTfobia. “Por todas as vidas, pelo amor, pela tolerância, pelo respeito. Vamos fazer desse, um país de todos… ninguém merece viver com medo de amar”.

Paolla Oliveira

Em seu Instagram, a atriz demonstrou seu apoio à causa. “Dia de celebrar o amor, diversidade, conquista de direitos, o orgulho LGBTQI+… Que seja um dia lindo e colorido”, escreveu ela.


Maira Medeiros

A influenciadora sempre aborda o tema em seu canal no Youtube e abre o diálogo para sobre a causa em seus vídeos. Ela leva o aborda o assunto de forma leve e ajuda o público com a desconstrução.

Luísa Sonza

A cantora está na auge de sua carreira e participou pela primeira vez da Parada do Orgulho LGBTQIA+. No desfile da Parada em Curitiba em 2018, a famosa foi acusada por um internauta de ir no evento por dinheiro, então ela rebateu: “Eu abri mão do cachê”.

Lexa

A funkeira que arrasta multidões, não apenas apoia a causa, como participou da 23ª Parada LGBTQIA+ desse ano. Além da cantora, esteve na Mel C, Cris Negrini e As Donas, no trio Burger King.

Fernanda Lima

A famosa sempre abora o tema, principalmente em seu programa Amor e Sexo, da Globo. Em seu Instagram, ela fez um post especial resgatando a história da luta LGBT. “Quando a polícia decidiu realizar mais uma de suas violentas invasões no Stonewall Inn, um bar queer de Nova York em 1969, não esperava que o público se revoltaria. Liderado por uma mulher transgenere negra, chamada Marsha P. Johnson, a revolta daria início a um dos marcos na luta pelos direitos LGBTs no mundo”, começou.

“Foi esta madrugada, em 28 de junho de 1969, que possibilitou que tantas pessoas pudessem se reunir hoje, 50 anos depois, e fazer a Parada do Orgulho LGBTQ+ de São Paulo. A parada deste ano faz um homenagem a Rebelião de Stonewall. Muitas coisas mudaram desde aquela época, mas a luta contra o preconceito continua e nós vamos não vamos parar, até que a mudança de fato aconteça”, declarou.

View this post on Instagram

🤙🏼🤙🏼🤙🏼

A post shared by Fernanda Lima (@fernandalimaoficial) on

Preta Gil

A famosa tem em grande parte de sue público pessoas LGBT. “A gente tem gerações que não conseguem transformar os seus sentimentos em suas cabeças, isso ainda é tabu pra muita gente, aceitação, aceitar o próximo”, disse ela em um dos trechos de sua entrevista para o canal da Leda Nagle.

Iza

A cantora que participa da 23ª, já mostrou que apoia a causa e nesse ano, ela realizou seu show no trio da cerveja Amstel.

Bruno Gagliasso

O ator que chegou a ser apontado como homofóbico nas redes após vir a tona tweets antigos seus com frases homofóbicas. “Estou aqui em 2018 respondendo com minhas ações e atitudes por quem já fui também em 2009 e mesmo antes disso. De alguma forma, todos estamos. Não é passando o pano no preconceito, mas sim, passando tudo a limpo, que o mundo vai se tornar um lugar melhor”, declarou.

Giovanna Ewbanck

Ainda quando o casamento gay não era aprovado, a atriz mostrou seu apoio a causa. Ela apareceu em campanha com Bruno Gagliasso, em favor do casamento homoafetivo.

View this post on Instagram

SUN DAY 🌻❤️🙏🏿

A post shared by Giovanna Ewbank (@gio_ewbank) on

Cris Evans

Quando surgiu a ideia do ‘Orgulho Hétero’, o ator foi bastante critico e falou do assunto. “Uau! Que iniciativa legal, parceiros! Mas só uma ideia, ao invés de uma para da do ‘Orgulho Hétero, que tal a parada do ‘Estamos tentando desesperadamente esconder nossos pensamentos gays sendo homofóbicos e porque ninguém nos ensinou a lidar com emoções quando éramos crianças’? O que vocês acham? Fica muito na cara?”, escreveu ele ironizando no Twitter.

Lady Gaga

A diva do pop já demostrou não uma, as muitas vezes seu apoio a causa, como no começo de sua carreira, quando venceu o Melhor Vídeo Internacional do MuchMusic Video Awards do Canadá. Ela agradeceu: “Deus e os gays”. Ela também ajuda jovens LGBTs desabrigados.

“Mais de 2 milhões de jovens irão ficar desabrigados esse ano. Um em cada cinco desabrigados na comunidade se identificam como, gay, lésbica, bissexual ou transgênero,” ela disse. “Isso me deixa muito brava. Agora é hora para lutarmos de volta. Graças a minha parceria com a Virgin Mobile e a Campanha de Re Generação, centenas de fãs meus doaram seu tempo trabalhando em abrigos para jovens desabrigados durante esse ano de turnê, e todos ganharam ingressos de graça para vir para o show. Mas ainda precisamos fazer mais.

Thalia

A famosa não esconde seu apoio em relação a causa e fez algumas postagem nesse mês do Orgulho. “Como disse @RuPaulOfficial uma vez: ‘Nós todos chegamos a este mundo nu e o resto é drag’. No mês da união de todas as cores, da diversidade, dos corações desafiadores, das mentes livres e criativas, celebremos que na realidade somos todos almas fantásticas e irrepetíveis, com o direito de viver nossas vidas ao máximo e como desejarmos. Nós aplaudimos todos aqueles corações corajosos que quebram esquemas”, escreveu em seu Instagram.