Daniela Mercury e Caetano Veloso
Daniela Mercury e Caetano Veloso (Foto: Reprodução/ YouTube)

Daniela Mercury lançou na última segunda-feira (05) o clipe de Proibido Carnaval, em parceria com Caetano Veloso. A canção que faz críticas ao governo Bolsonaro, no entanto, parece não ter agrado ao público. No YouTube a produção já acumula mais de 300 mil deslikes.

Leia também: Daniela Mercury fica presa em túnel no Rio durante forte tempestade

Na letra da música, Daniela diz: “Abra a porta desse armário/ Que não tem censura pra me segurar/ Abra a porta desse armário/ Que alegria cura, venha me beijar”. Em outro trecho chuva de críticas à ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves.


A ministra disse anteriormente que ‘meninos vestem azul e meninas vestem rosa’. Na música, Daniela e Caetano cantarolam uma direta à Damares. “Eu falei faraó e ninguém respondeu/ Quem come aqui sou eu, Romeu/ Libera a libido/ Forró em caruaru, é/ Vai de rosa ou vai de azul”.

Veja mais: Caetano Veloso ganha beijo de Nanda Costa

No clipe de Proibido Carnaval, Daniela e Caetano trocam selinhos e dançam. No YouTube o campo de comentários do vídeo foi desativado após inúmeras críticas de simpatizantes a Bolsonaro. Mercury não comentou o número recorde de deslikes.

Eita! Daniela Mercury desafia Anitta a apoiar movimento #EleNão

Daniela Mercury causou em setembro de 2018 e desafiou Anitta a apoiar o movimento #EleNão. O evento, contrário ao candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), serviu de alerta para a população. “Eu estou aqui pra convidar todas as mulheres brasileiras a irem pras ruas. Ele não  porque machista, homofóbico, racista, porque é um atraso para a nossa democracia”, disse a famosa ao convidar Anitta.