Demi Lovato
Demi Lovato (Foto: Reprodução/ Twitter)

Demi Lovato quebrou o silêncio e falou pela primeira vez desde que foi internada no hospital Cedars-Sinai em Los Angeles, nos Estados Unidos, em 24 de julho passado. A cantora disse que continuará lutando.

Leia também: Demi Lovato se emociona ao entoar Sober no Rock in Rio Lisboa

“Eu sempre fui transparente sobre minha jornada com o vício. O que eu aprendi é que essa doença não é algo que desaparece ou enfraquece com o tempo. É algo que devo continuar a superar e que não está terminado ainda”, iniciou ela em carta aberta.


“Eu quero agradecer a Deus por me manter bem e viva. A meus fãs, serei sempre grata por todo amor e apoio durante essa última semana e fora isso. Seus pensamentos positivos e orações têm me ajudado a passar por esse momento difícil.Eu quero agradecer a minha família, minha equipe, e à equipe do Cedars-Sinai que tem estado ao meu lado em tempo integral. Sem eles eu não estaria aqui escrevendo essa carta para todos vocês”, continuou.

Veja mais: G-Eazy nega romance com Demi Lovato: “Apenas uma amiga”

“Eu agora preciso de tempo para me curar, focar na minha sobriedade e caminhar para a recuperação. O amor que vocês todos têm mostrado nunca será esquecido e aguardo o diaem que possa dizer que saí do outro lado. Eu continuarei lutando. Demi”, concluiu a cantora.