Jojo Todynho (FOTO: Reprodução/Instagram)

Jojo Todynho foi às redes no final da noite de segunda-feira (08), e fez um desabafo emocionada. Evaldo dos Santos Rosa, mais conhecido como Manduca, foi morto após mais de 80 tiros de militares no carro que estava com a família, no Rio. Já em seu Instagram, através dos stories, a cantora lamentou o caso e relembrou a morte do pai.

“Gente eu entrei no face da mulher do Manduca. Que covardia que fizeram com essa família. Eu to desacreditada ainda. e o delegado vem me dizer 80 tiros poe engano, presta atenção no que senhor falou”, disse indignada. Segundo o O Globo, o advogado Leonardo Salgado, da Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro, alegou que ao que “tudo indica”, os militares do Exército, confundiram o carro com o de assaltantes.

Em seguida, a cantora relembrou a perda do pai, que faleceu quando ela tinha apenas 10 anos. “Gente, o filho chamando pelos pais… A perda é algo, que eu vou te falar, não tem como definir. Dói muito. Eu sei porque eu perdi meu pai. Meu pai tem 12 anos e eu sofro até hoje”, contou.


“Eu me lembro gente eu gritava assim: ‘pai volta pra mim, não me deixa aqui sozinha não’. Quado isso vem na minha cabeça dói tanto. Eu dizia assim: ‘Deus quero meu pai de volta’. Que o Senhor possa confortar essa família”, finalizou a cantora do Hit com Anitta Perdendo a mão. Em outro desabafo recente, ela alertou sobre o feminicídio em suas redes.