Claudia Raia
Claudia Raia (Foto: Reprodução/ Instagram)

A atriz Claudia Raia fez revelações sobre a sua carreira em uma entrevista para a revista Quem. Ela revelou se encontra dificuldades com trabalhos por ter 50 anos, falou também sobre a vida pessoal, contou as plásticas que fez, rotina para ficar com o corpo em boa forma. Vale destacar que, a atriz perdeu a mãe recentemente e não esconde a falta que sente.

A intérprete de Lidiane na novela ‘verão 90’, falou sobre a sua idade e sobre o Brasil não valorizar as mulheres. “Eu diria que os 50 são os novos 30. O Brasil ainda não viu o potencial dessa mulher de 50, que é a grande consumidora, com a vida profissional na maioria das vezes encaminhada ou bem-sucedida. Brasileiro ainda acha que é a menina dos 20 que tem o poder da compra e não é“, disse. E acrescentou: “A Jane Fonda é garota-propaganda da Dior. A Isabella Rossellini da Lancôme. Mulheres maduras são capas das grandes revistas lá fora. Aqui é como se depois do 30 você caísse em um buraco negro onde não existe no mercado e aí passasse a ser a Fernandona (Montenegro) e ressurgisse aos 80.”

Ao ser questionada sobre o motivo das famosas com mais de 50 não serem tão valorizadas como as de 20, ela atribuiu ao machismo.”O Brasil é bem atrasado em vários aspectos, e essa mulher dona da sua vida não dá pra controlar. O país é extremamente machista, e ela não interessa ao machismo“, declarou Claudia Raia.


Carreira

Cláudia revelou que já se sentiu ‘invisível’ no mercado, mas que as ofertas de trabalho não diminuíram, devido a sua versatilidade como artista: “Isso eu ainda não senti de maneira muito efetiva nos trabalhos artísticos. Acho que é porque eu sou muito versátil e faltam atrizes com essa característica de cantar, dançar, fazer drama e comédia na minha idade. Nos trabalhos publicitários tem uma pequena retração, mas a gente inventa e vai dando nó em pingo d’água.”

Sobre se sentir invisível, ela disse: “Já. Mas eu me faço aparecer. Sempre fui uma atriz muito solicitada e sempre tive trabalhos muito importantes, publicitários principalmente. Aí você percebe que chega o momento em que o próprio mercado publicitário acha que você só pode vender produtos anti-aging, ou para cabelos brancos. Não é que eu seja exatamente essa mulher, mas essa é a visão da mulher de 50. É um equívoco, porque uma formadora de opinião da minha idade tem credibilidade. Se eu falo ‘compra’, eu sei o que estou dizendo, tanto que sou chamada para fazer anúncios que demandam credibilidade, como imóvel, carro.”

Por fim, sobre a sua carreira ela disse que nunca se sentiu discriminada, pois não aparenta ter a idade que tem. “Não, talvez porque eu não quero ter a idade que eu não tenho, sabe? Eu acho que é a tal da espontaneidade, a coisa do musical, do humor. E eu sou adolescente, parei ali nos meus 14. Mas, ao mesmo tempo, eu também não quero fazer o papel da Bruna Marquezine. Não tem condição. É também um pouco você saber para onde você atira. A pior coisa do mundo é a pessoa não tem um filha da puta de um amigo falar ‘amor não tá bom, para, tá esquisita essa boca que você botou, o seu olho está torto’.”

Sexo e corpo

Sobre mudanças no corpo, Cláudia Raia revelou que já fez plástica e que se precisar, ela fará novamente. “Faço umas coisinhas quando precisa, mas pouco, porque sou atriz e tenho que ter expressão. Faço Botox, mas minha testa mexe. Tem de ser natural. Tem que parecer que você foi tirar férias em Caxambu. Aquilo do ‘nossa, você dormiu bem’. Graças a Deus também eu tenho uma pele abençoada. Mas fiz plástica no nariz e farei outras que  tiver que fazer. Vamos levando. E, sim, tem dias que olho para o espelho e penso ‘hoje está difícil, é para acabar uma carreira se eu sair de casa, acabou para mim’. Aí me pedem um vídeo e eu digo ‘hoje não dá, estou uma demônia’. Mas eu rio disso, eu me divirto“, declarou.

Já sobre a boa forma, Cláudia malha três vezes por semana e mantém uma dieta com acompanhamento nutricional. “Eu malho três vezes por semana com personal. Faço musculação, detesto crossfit, acho ruim. Faço sapateado e balé, isso já é parte da minha vida, mas não é que eu faça isso para emagrecer ou como atividade física“, disse e acrescentou: “Essa disciplina faz parte da minha vida. Eu fui criada assim. Se eu for esperar o momento certo para treinar, não vai ter treino,porque estou sempre cansada, sempre atrasada. Mais do que estar malhada, faço pela saúde. A família toda da minha mãe é toda diabética e obesa, não posso esquecer disso. Eu sou a alta magra dos Raia, mas o gene dos Mota está dentro. Então cuido do que como e tenho uma nutricionista carrasca que me mantém na linha, falara horrores que eu sou compulsiva“.

Por fim, sobre o sexo, Cláudia Raia revelou que com o passar do tempo tudo deixou de ser superficial e passou a ser mais verdadeiro. “Quando jovem, fiz muita força na vida para agradar meus companheiros no relacionamento. A gente abre concessão, faz coisas que não gosta para agradar o outro e isso faz parte da relação. Mas nessa idade, tudo fica muito mais claro e muito mais verdadeiro. E você não quer mais abrir tantas concessões porque às vezes elas te mutilam e te fazem mal, porque aquele companheiro também não interessa.