Silvia Poppovic (Foto: Reprodução/ Instagram)

A apresentadora Silvia Poppovic, que está de volta às telinhas impressionou com físico. Ela afirmou que a perda de peso não foi por estar gorda, mas que precisou emagrecer por conta de sua saúde. Com seus 64 anos, ela impressionou ao surgir 47 quilos mais magra.

A jornalista, que estreia na próxima segunda-feira (27), no Aqui na Band, coleciona 40 anos de carreira e em entrevista à Quem, resumiu suas experiências além da TV. “Sou mais doce, tolerante, resiliente e arredondada, embora tenha emagrecido (risos). Sinto que sou uma pessoa melhor hoje”.

Para emagrecer, Silvia passou por uma cirurgia bariátrica, na qual perdeu quase 50 quilos. “Me deu uma jovialidade. Mas não acho que a beleza estava relacionada aos quilos a menos. No meu caso, foi uma busca pela saúde. Hoje cruzo a perna com um prazer que ninguém imagina. Dobro duas vezes. Tenho saboneteira que nunca tive! São pequenos prazeres quem que é magro não tem noção”.


Segura, afirmou que o peso nunca a incomodou. “Sempre fui uma gorda assumida. Me achava bonita, arrumada. Nunca me larguei. A gordura não é feia. Eu não quis ser magra para ser mais bonita, quis para ter mais saúde. Sei que jovem consegue ser gorda com saúde. Mas acima dos 50 é difícil ver uma pessoa gorda com saúde. Se desse seria maravilhoso morrer até o fim da vida comendo pizza e sorvete”, contou.

Mudanças após emagrecimento

Silvia destacou a facilidade para realizar movimentos simples e as mudanças após a perda de peso. “Perdi 47 quilos. Estou igualmente confiante. Sempre fui! O que mudou foi que hoje cruzo a perna com um prazer que ninguém imagina. Dobro duas vezes. Cruzo uma vez e o pezinho ainda vai embaixo da outra. Em outros tempos, eu era tão gorducha que não dava para fazer isso. Fiz uma viagem para o Egito recentemente e subi e desci do camelo como uma menina: leve e ágil. Me deu uma jovialidade. Mas não acho que a beleza estava relacionada aos quilos a menos. No meu caso, foi uma busca pela saúde. O excesso de peso te deixa mais matrona

Me sinto portátil e mais feminina. Uso saltos altos e não fico com dor nas costas e pé. Estou dominando uma área do feminino nova. Uso uma calça justa e não marca barriga porque não tenho mais barriga. É gostoso. São coisas que não davam em outros tempos, quando usava a blusa por cima para cobrir a barriga. Hoje tenho saboneteira, nunca tive. Valorizo roupas que mostrem isso (risos). São pequenos prazeres que quem é magro não tem noção. É se apoderar de um corpo que você não conhece. O emagrecimento me dá uma movimentação enorme”.

Silvia Poppovic (Foto: Reprodução)