Luana Piovani e Pedro Scooby
Luana Piovani e Pedro Scooby (FOTO: Reprodução/Instagram)

Luana Piovani gravou um vídeo para seu canal no YouTube e fez um desabafo sobre confusão com Pedro Scooby, que está de férias com os três filhos, Bem, Dom e Liz, nos Estados Unidos. 

A apresentadora do Luana é De Lua ficou quatro dias sem conseguir falar com os filhos. Segundo a própria, seu ex-marido lhe passou o número de telefone errado. 

“Agora ele aparece me chamando de louca, claro, me dizendo absurdos e, para melhor, e vou contar isso mesmo porque todo mundo aí passa por isso também. Sabe o que acontece… Por isso o nome do vídeo – desculpa estar me interrompendo – é ‘quem não sabe se sacrificar’. Eu corto na minha carne pelos meus filhos. Eu recebo o Pedro aqui, ele fica aqui em casa, não que ele durma aqui, mas ele passa o dia com as crianças, deixo ele falar a hora que ele quiser no telefone da Angelina (babá) […] Não é prazeroso para mim estar perto dele, ouvir a voz dele dentro de casa. Mas eu sei me sacrificar e é isso que é muito louco, homem não sabe. O que eu quero dizer é o seguinte: com as redes sociais e a informação, a gente entende cada vez mais que é preciso falar sobre as coisas que estão erradas porque é só quando a gente fala que as pessoas que estão ao nosso redor e não tiveram a coragem de dizer pela primeira vez vão se encorajar de dizer que estão passando por isso também. Eu falo porque eu sempre falei. […] Então eu estou dividindo com vocês o que estou passando e que não é fácil. Primeiro porque só hoje 5 amigas pessoais minhas vieram me dizer que já passaram pelo o que estou passando, que é o pai não cumprir o combinado pela comunicação.​ A gente está falando de direito e dever, não é um favor o que as pessoas estão fazendo, agora o que me entristece é quem perde com isso são as crianças porque uma vez que eu perco a confiança no pai delas, como é que eu vou ficar tranquila para eles viajarem com eles de novo?”, iniciou. 


A atriz seguiu falando sobre viagem do ex com os filhos. “O que quero contar para vocês é que ele foi viajar com as crianças, fez o favor de perder o voo. Isso porque eu sou tão boa que em momento nenhum achei que a história preconceituosa e ignorante que ele tava falando da macumba estava relacionada a mim, ou a Angelina ou minha mãe. Porque ficamos aqui as três desesperadas tentando resolver o problema dele, porque era ele que ia viajar com as crianças pros EUA e não tinha se organizado, tinha perdido dois documentos e não tinha comunicado a ninguém que precisava do passaporte com visto do Dom. Bom, isso passado, ele combina comigo – isso que eu tenho tudo printado, tá? eu sou virginiana. Antes de as crianças irem eu coloquei tudo escrito, as condições: cadeirinha, sem palavrões, sem músicas com expressões chulas ou palavrões, não teclar enquanto dirige e falar com meus filhos dia sim, dia não, às 20h, que lá é 12h, que achei que era um horário bom, porque as crianças nas férias acordam mais tarde mesmo, sei que estão fazendo uma bagunça deliciosa, ninguém tá indo dormir cedo”

“Eles viajaram na quinta, falei com eles na sexta e nunca mais me respondeu nenhum WhatsApp, não atendeu nenhuma ligação. Liguei para a Leticia e ela também não atendeu. E por que ela não me atendeu? Porque ele me deu o número errado. Tamném tenho tudo printado. anotado, marcado. Não sei por que ele faz essas coisas, ele quase parece ingênuo de achar que a gente não organiza, que as pessoas não falam, que as pessoas não veem, não gravam, enfim. E aí agora ele aparece me chamando de louca, claro, me dizendo absurdos”

Luana Piovani também contou os bastidores da briga com Pedro Scooby. “E ele teve a capacidade de me dizer, meu Deus, querendo me atingir – imagina, logo eu, a dona do circo – ‘por isso que as crianças dizem que não querem voltar nunca mais pra casa, por isso que as crianças não perguntam de você, por isso que as crianças não pedem pra falar com você ao telefone’. Olha ele querendo fazer com que eu fique insegura em relação do amor dos meus filhos por mim, querendo me ferir, achando que eu ia ficar mexidinha porque as crianças dizem que não querem voltar pra cá nunca mais e não pedem pra me ligar. Meu Deus do céu, fico pensando ‘que tipo de pensamento ele tem? qual a linha de raciocínio dele para achar, primeiro que isso vai me atingir e segundo que vou acreditar. E não no fato das crianças terem falado, porque as crianças podem até ter falado. Eu sou filha de pais separados, me lembro de toda vez que minha mãe me enchia o saco eu pensava: preciso morar com meu pai. Ele ainda teve a pachorra de querer me ferir. E finalizou a conversa depois do bloco de baixarias que me escreveu – e está bem registradinho -, veio me dizer que vai voltar com as crianças antes pra Portugal”