Jair Bolsonaro e Evandro Santo
Jair Bolsonaro e Evandro Santo (FOTOS: Divulgação)

Estamos em meio à campanha política das eleições de 2018 e o cargo de Presidente da República é um dos mais disputados. Famosos que declararam apoio a Jair Bolsonaro tem sido alvo de críticas, e tendo isso em vista, Evandro Santo resolveu se pronunciar.

Leia também: Mais magro! Evandro Santo resgata clique de 22 anos atrás, em que aparece sem roupa

O também conhecido pelo personagem ‘Christian Pior’, viu seu nome atrelado ao presidenciável, como se ele tivesse apoiado o político. Contudo, o humorista desmentiu os boatos e fez um longo comunicado no Instagram, também citando a homofobia dentro do próprio meio:


Eu vou dizer uma vez só: o entrevistei umas 3 vezes, uma para o Danilo Gentili que rolou uma brincadeira em que depois ele colocou a bandeira gay e sentei no colo dele e outras duas vezes no Programa Pânico… E nas 3 fiz minha obrigação: fui Humorista.
É bem diferente de falar que apoio fulano e sicrano”.

Veja mais: Susto! Evandro Santo leva tombo no banheiro e mostra rosto machucado

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Eu vou dizer uma vez só: O entrevistei umas 3 vezes, uma para o @danilogentili que rolou uma brincadeira em que depois ele colocou a bandeira gay e sentei no colo dele e outras duas vezes no @programapanico. E nas 3 fiz minha obrigação: Fui Humorista. É bem diferente de falar que apoio fulano e sicrano. E de qualquer maneira, digo mais: As piores cenas de homofobia e intolerância vi na própria cena gay. Escrevi por dois anos de graça para a revista G Magazine, e depois para a extinta revista Júnior! Ambas por pura paixão e apoiar a causa. Outro dia, falei no @danilogentili que na minha época levava goiabas e frutas na cabeça por ser gay. Veio um idiota aqui, e me falou que hoje matam gays. Querido, acorde: Se matam e violentam gays desde que os tempos existem. Antes de termos boates, saunas e o diabo, muita travesti e bicha pintosa morreu e apoiou. Peguei os primeiros casos de aids e enterrei vários amigos. É que hoje, se fala mais nisto, porque se tem internet. A violência hoje abrange a todos os gêneros, vejo mulheres apanhando porque não entregam seus celulares, taxistas morrendo porque são assaltados, ou seja: O caos é geral e não só um caso para gays. Uma das cenas mais tristes que vi de homofobia, foi em uma grande festa em Sampa, em que um rapaz caído no chão desmaiado na escada, era ignorado por um monte de Barbies, Ursos e o diabo a quatro, como se fosse um saco de lixo. Eu peguei este moço no colo, guardei a carteira e comanda dele para não ser roubado, levei até os seguranças que alegaram: “ não podemos tocar nele, só os bombeiros”. Quase surtei, ou seja: Eu fiquei uns 10 minutos em uma puta festa cara, segurando um ser humano, esperando para vir um bombeiro para atendê-lo. Sabe se lá quanto tempo o moço estava na escada antes de eu e meus amigos o resgata-lo. Homofobia vista no Brasil: Vá nas boates e todos os Barmens lindos são Heteros, porque muitos gays têm esta fantasia. Por que não se empregam garçons ou barmens gays, porque se tem gays tão lindos quanto? E um monte de gays que dizem preferir pegar caras heteros, porque não gostam de “gays efeminados” e sim com jeito de homem. Isto sim é homofobia.

Uma publicação compartilhada por Evandro Santo (@evandrosanto) em

Espie: Política em pauta! Famosos se pronunciam após atentado contra Juiz Bolsonaro em Juiz de Fora (MG)