Carlinhos Maia (Foto: Reprodução/ Instagram)

Carlinhos Maia usou seu Instagram, nessa segunda-feira (02), para falar da polêmica que uma declaração sua causou. O humorista afirmou que não teve intenção de incitar o suicídio e afirmou que “não estava falando em distúrbios psicológicos”.

“Eu estava esperando que meu seguidores me mandassem essa reflexão [em vídeo completo] que eu tinha feito há uns dias atrás. É o mesmo grupo que faz essas coisas, essas polêmicas, comigo. Estava tudo bem até eu anunciar um contrato. Eles cortaram um pedacinho. Eu nunca salvava os vídeos, mas os meus seguidores salvaram toda a reflexão.“, disse ele, afirmando que teve o vídeo cortado.

“Não tem nada a ver com depressão. Vocês vão assistir. O assunto não era esse, era sobre gente que quer desistir na primeira pancada  e cobiça o que é do outro (…). Em nenhum momento falei sobre distúrbios psicológicos. Graças a Deus que eu tenho pessoas que salvaram essa reflexão e me mandar na íntegra para mostrar que em momento algum eu falei sobre depressão, que não incitei ninguém a nada. Eu sou uma das pessoas que mais recebe vídeo falando que se curou da depressão [com meu trabalho]“, completou ele.


Ele se tornou assunto depois de dizer: “Eu vejo meninos de 16 anos me mandando ‘eu quero me matar’. Vai imbecil, vai se matar porque você nem começou a vida ainda (…). Venha perguntar a uma mulher de 75 anos, que até hoje trabalha, sustenta os netos, que até hoje está varrendo o quintal, que está catando latinha na rua para sustentar os bisnetos, venha perguntar se ela se matou com 16 anos. Eu não sei os seus motivos, mas sei os delas”, destacou o ator de Os Roni, no Multishow.